Entrevista: Umberto Eco ao DN sobre "Número Zero"

A entrevista é de João Céu e Silva, foi publicada no DN de 24 de Maio de 2015 por altura da publicação de “Número Zero”, o seu relato sobre o jornalismo de sarjeta e a falta de memória perante a corrupção política e social. Passa-se numa época pré-Internet e pré-Berlusconi, para poder se contado sem o ruído que esses fenómenos distorcessem o romance.

“Na entrevista que deu ao DN garante que tudo o que conta, salvo a fantasia sobre o corpo de Mussolini, é verdadeiro, teve processos judiciais e já foi publicado: “O pior do que conto no meu romance não é o que se fez de terrível, mas que as pessoas se estejam nas tintas para todos esses acontecimentos. Vejo que tudo entra por uma orelha e sai pela outra das pessoas, como se as coisas terríveis que se passaram há 50 anos não preocupem ninguém e sejam aceites tranquilamente. Acho que ninguém me quer silenciar pois não sou Roberto Saviano, que conta segredos da mafia atuais. Eu conto coisas sobre as quais até a BBC já fez um documentário.”

Continuar a ler “Entrevista: Umberto Eco ao DN sobre “Número Zero””